Pra finalizar o Especial Kona, o atual campeão mundial Pete Jacobs fala sobre como está a cabeça para enfrentar a grande ilha, momento na carreira, australianos e sobre a defesa do seu título. Você confere a entrevista logo abaixo:

[tabgroup][tab title=”Entrevista”]

1 – Pete, you have got VERY good results since 2006, some victories did not come by small details, and finally in 2012 came the long awaited world title, this is definitely the best moment of your career?

Pete Jacobs: Obviously, yes. It would be the highlight of any triathlete’s career.

2 – How was the preparation for Kona this year? The volume and intensity references followed last year or be the champion changes the daily life of the athlete?

P.J: Being the current champion did not effect my ability to train. But I have changed my approached and have worked more on my strength and less on my intensity. I have run a lot less than last year.

3 – Pete, honestly … You guys dominate Kona for 6 years till now with amazing performances, there are 6 first places and 2 second places. What’s different about the Australians?

P.J: Nothing. It is just coincidence that the winners have come from Australia. It takes a unique combination of physical and mental abilities to win in Kona, and I have worked hard on finding the combination that works for me, which is different to the other Australians.

4 – I asked this same question to Leanda Cave and want to do it to you too. How is live the atmosphere of Kona being the defending champion? Is there any extra pressure or only magnifies the party?

P.J: No pressure. I am still only focused on my race, and my abilities, no matter what other people say. My expectations are higher than anyone else’s. There is no party until after the race – it’s all business before the race.

5 – Your races are known for a very consistent  swim and a very fast  run, this year Kona will have a dream startlist and even with the terrible weather conditions on the big island the race has everything to be very fast. Do the three partial in the top 3 will be important this year or can you take of some new rabbit out of the hat?

P.J: I have worked on my bike, and expect to be faster than last year, and start the run feeling fresher.

[/tab][tab title=”Tradução”]

1 – Pete, você tem obtido resultados MUITO bons desde 2006, algumas vitorias bateram na trave nos últimos anos e finalmente em 2012 veio o tão esperado título mundial, definitivamente esse é o melhor momento da sua carreira?

Pete Jacobs: Obviamente, sim. Seria o ponto alto da carreira de qualquer triatleta.

Como foi a preparação para Kona esse ano? O volume e a intensidade seguiram as referências do ano passado ou ser o campeão muda o dia a dia do atleta?

PJ: Ser o atual campeão não afetou minha capacidade de treinar. Eu mudei minha abordagem e trabalhei mais a minha força e menos na minha intensidade. Eu corri muito menos do que no ano passado.

2 – Pete, sinceramente… Vocês dominam Kona  a 6 anos com performances incríveis, são 6 primeiros lugares e 2 segundo lugares.  O que os australianos tem de diferente?

P.J: Nada. É apenas uma coincidência que os vencedores têm vindo da Austrália. É preciso uma combinação única de capacidades físicas e mentais para vencer em Kona, e eu tenho trabalhado duro para encontrar a combinação que funciona para mim que é diferente dos outros australianos.

3 – Fiz essa mesma pergunta a Leanda Cave e quero fazê-la a você também, como é vivenciar a atmosfera de Kona sendo o atual campeão? Existe alguma pressão a mais ou só engrandece a festa?

P.J: Sem pressão. Eu ainda estou apenas focado na minha corrida, e minhas habilidades, não importa o que as outras pessoas dizem. Minhas expectativas são maiores do que qualquer outra pessoa. Não há festa até depois da corrida,  é só trabalho antes da corrida.

4 – Suas corridas são conhecidas por uma natação muito consistente e uma corrida muito rápida, esse ano Kona vai ter um startlist dos sonhos e mesmo com as condições terríveis de clima na grande ilha a prova tem tudo para estar muito rápida. Fazer as três parciais no top 3 vai ser importante esse ano ou tem como tirar algum coelho novo da cartola?

P.J: Eu trabalhei o meu ciclismo. Espero estar mais rápido do que o ano passado e sair pra correr me sentindo mais inteiro.

[/tab][/tabgroup]